Uns vão, outros vem.

Não é novidade pra ninguém no mundo do software livre que a Mandriva há tempos ia mal das pernas. Ela que nasceu da junção feita em 2005 da Conectiva, empresa brasileira, com a francesa Mandrake, começou a dar sinais no inicio deste ano de que sua situação financeira não era das melhores. Nestes últimos dias, rumores de que a empresa estava realmente falindo foram confirmados após a reunião da Assembleia Geral da Mandriva, onde foi anunciada a  liquidação judicial da Edge IT, seu braço tecnológico europeu. Como consequências dessa liquidação vários funcionários foram demitidos, decidiu-se que não haverá mais uma versão do Mandriva Linux por ano e que a empresa agora deve dar prioridade a determinados setores (OEM, servidores e educação) e mercados. Enfim, a Mandriva está dando o seu jeito pra não acabar de vez.

As noticias sobre sua situação me deixaram bem desanimada, Mandriva é a minha distribuição favorita. Foi a única distribuição (junto com o Suse) que deu suporte à minha famigerada placa SIS. Quando vi essas noticias pensei na dificuldade que seria usar outra distro, tanto pela questão gráfica já citada, quanto pela usabilidade que é um dos pontos fortes da Mandriva.

Mas, quando eu pensava que teria mesmo que me acostumar ao Suse, eis que surge a Mageia, ou melhor, o projeto Mageia. Chamar de projeto é o justo a se fazer, para além de uma nova distro, a Mageia é também um projeto político, já que a ideia que norteia a sua concepção é a de que as pessoas “não querem ser dependentes da economia flutuante e errática, e os inexplicáveis movimentos estratégicos de uma empresa”. A Mageia (Magia em grego) é uma nova distribuição linux criada pelos ex-funcionários e/ou colaboradores da Mandriva que foram demitidos com a liquidação da Edge IT. A ideia é fazer um fork do Mandriva Linux, um projeto que seja gerido completamente pela comunidade, sem depender de uma empresa particular.

A ideia me empolgou tanto que resolvi abraçar a causa e ajudar no desenvolvimento desse projeto. Logo que lançado o site do projeto, eu e Filipe tratamos rápido de traduzir a página para português. Passamos praticamente o dia todo envolvidos nas discussões do projeto, via IRC e via lista de discussão. O canal do Mageia no IRC e a lista estão bem movimentados, não param de receber mensagens de apoio, pessoas de todo canto oferecendo ajuda para a concretização desta ideia. O site mal foi colocado no ar e já tem versão em 11 línguas. Isso graças ao trabalho dos voluntários que simpatizaram com a ideia. É bonito ver essa mobilização em prol da Mageia, esse trabalho coletivo, colaborativo e voluntário é o que há de mais especial no mundo do software livre.

Sigo entusiasmada com a possibilidade de ter um software livre tão bom quanto o Mandriva à disposição da comunidade. E também por estar fazendo parte disso.😉

E se você também deseja participar das discussões sobre a Mageia e/ou contribuir com o seu desenvolvimento, se inscreva na nossa lista de discussão: https://www.mageia.org/mailman/ e/ou acesse os nossos canais no IRC (rede freenode) #mageia (inglês) e #mageia-br (canal do Brasil). Acompanhe as informações também via Twitter e/ou Identi.ca.

2 opiniões sobre “Uns vão, outros vem.

  1. Não sei porque ainda não senti firmeza no Magéia. Vai ver é por ter presenciado tentativas semelhantes no passado, como o Projeto Xavante, que fizeram um estardalhaço danado e não deram em nada😦

    Mas vale lembrar que a Mandriva ainda continua viva. No que se refere a desktop e educação, o controle vai passar para os Russos, do ALT Linux, e a versão 2011 deve ser lançada ano que vem. Ainda resta esperança😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s