Piratas alemães tiram a roupa em protesto contra scanners

Ativistas do Partido Pirata alemão tiraram a roupa e passearem pelo aeroporto Berlin-Tegel em protesto ao anúncio do governo de que serão instalados scanners de corpo inteiro em vários aeroportos do país. A medida será tomada em função do episódio ocorrido final do mês passado, quando um nigeriano conseguiu embarcar no aeroporto de Amsterdã transportando 80 gramas de um explosivo. Depois do episódio vários países começaram a se interessar pelo uso dessa tecnologia como forma de aumentar a segurança dos aeroportos.

Segundo informou o JB Online, os EUA antes desse episódio já possuiam cerca de 40 scanners em 19 aeroportos e pretendem até o fim deste ano instalar entre 150 e 300 novas máquinas. Outros países como Holanda, França, Itália, Reino Unido e Nigéria também anunciaram a adoção imediata dos scanners. Aqui no Brasil a tecnologia não está disponível ainda, mas o governo está avaliando o custo/benefício da instalação desses equipamentos.

A polêmica em torno do uso desses scanners é grande. Os defensores dessa tecnologia justificam seu uso pela questão da segurança, no entanto, muitos especialistas afirmam que esse aparelho não garantirá a proteção contra o terrorismo. Bruce Scheier, consultor de tecnologia da segurança nos EUA, classifica essa ideia como “teatro da segurança”: Achar que a simples instalação de scanners irá nos proteger do terrorismo é uma espécie de pensamento mágico, que eu chamo de teatro da segurança (…) Conseguimos impedir a entrada de armas e bombas em aviões, e os terroristas usaram cortadores de caixa como facas de ataque. Nós tiramos os cortadores de caixa e saca-rolhas, e os terroristas esconderam explosivos em seus sapatos. Tiramos os sapatos e eles tentaram usar líquidos. Proibimos líquidos, e eles costuraram PETN em suas roupas íntimas. Implementamos scanners de corpo inteiro, e eles vão fazer outra coisa. Este é um jogo estúpido que devemos parar de jogar.

Críticas ao uso do scanner

* Não há garantias que um passageiro não poderá embarcar com materiais de baixa densidade, como explosivos em pó ou líquidos.
*Violam a intimidade e a privacidade das pessoas
* Não há garantias que as imagens não serão armazenadas e não podem vazar.
* Os equipamentos emitem radiação que é prejudicial à saúde humana
* Estão sendo implementados por organismos de segurança sem a participação da sociedade.

A questão de segurança há muito tempo já virou desculpa para o vigilantismo. Para quem este tipo de tecnologia é sinônimo de segurança? Para a sociedade é que não é. Só vejo violação de direitos humanos! Com certeza há outras alternativas que não precisem ferir nossos direitos, isto é, se o objetivo realmente não for esse.

Fontes: Partido Pirata do Brasil e JB Online

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s